«

»

abr 09

Me diz…Por que o céu é azul…E os olhos da minha filha também!

  “Nossa! Olha a cor dos olhos dessa criança e olha a cor dos olhos da mãe. Ela é sua mesmo? O pai tem olhos azuis? E os avós?” Essas foram as questões que eu mais escutei quando minha filha era bebê. Seus enormes olhos azuis chamavam a atenção imediatamente para o fato de que os meus são castanhos. E então, completos estranhos no meio da rua, na pracinha e na padaria ficavam desesperados para entender como isso era possível. No meu caso, sim, o pai tem olhos azuis – e essa informação costumava bastar para satisfazer os enxeridos. Mas conheço outros casos nos quais ambos os pais têm olhos castanhos e todos os filhos possuem olhos azuis ou verdes. Existem casos também, embora raros, nos quais os pais possuem olhos azuis e o bebê nasce com lindos olhos castanhos. Impossível? Você aprendeu na escola que azul é recessivo e castanho é dominante? E que pais de olhos azuis somente podem produzir descendentes de olhos azuis? Um professor de uma escola do ensino médio de São Paulo foi demitido por causa dessa afirmação. Ele falou para um aluno que ele não poderia ser filho de seus pais, pois eles tinham olhos azuis enquanto os dele eram castanhos…

A cor dos seus olhos não é determinada por um único gene, com um único par de alelos – igual àqueles que você viu na escola, os alelos Aa (Azão, azinho), em que A (azão) representa o alelo dominante, e a (azinho), o recessivo. Então, antes de você acusar sua linda esposa de olhos azuis porque seu filho nasceu com olhos castanhos, e destruir um casamento por falta de conhecimento, vamos aprender sobre a genética da cor dos olhos. É o Café na Bancada contribuindo para a manutenção da harmonia familiar! Não existe pigmento azul. Nem verde. O único pigmento responsável pela coloração dos olhos é a melanina. A melanina tem duas formas: a eumelanina, que é um pigmento marrom escuro; e a pheomelanina, um pigmento amarelado. Quanto mais melanina temos na pele, por exemplo, mais escura será nossa pele.

Então como pode a melanina dar origem tanto aos olhos castanhos como aos azuis? E como explicar as demais cores e tons, como o âmbar e o verde? A resposta é muito simples. A melhor explicação está no céu. Você já se perguntou por que o céu é azul? Afinal, o espaço sideral não tem cor. O espaço é negro. As estrelas emitem apenas luz. Por que enxergamos o céu em tons de azul? Sabemos que a luz branca pode ser decomposta em várias cores, as quais Isaac Newton chamou de espectros. Essas cores variam do violeta até o vermelho, passando por azul, verde, amarelo e laranja. São as cores do arco-íris. Quando a luz branca passa por gotículas de água na atmosfera, ela se decompõe em todas essas cores, e por isso visualizamos um arco-íris. A luz é uma onda eletromagnética, uma forma de energia. Cada cor possui um comprimento de onda.   espectro-solarEm 1859, John Tydall percebeu que quando um feixe de luz atravessava um fluido transparente com partículas em suspensão, a cor azul, que possui menor comprimento de onda, era espalhada mais fortemente do que a cor vermelha, que possui comprimento maior. Pouco tempo depois, Lord Rayleigh estudou esse espalhamento da luz com mais detalhes, e concluiu que a quantidade de luz espalhada é inversamente proporcional à quarta potência do comprimento de onda. Isso ocorre quando a luz está se espalhando em um fluido, líquido ou gasoso, que contém partículas pequenas. Tydall e Rayleigh acreditavam que a cor azul era fortemente espalhada devido à presença de pequenas partículas de poeira e água na atmosfera. Hoje sabemos que, na verdade, esse espalhamento é causado pelas moléculas presentes na atmosfera.

E o que tudo isso tem a ver com a cor dos olhos? Simples. A cor dos olhos depende de dois fatores: da concentração de melanina presente na íris e do espalhamento da luz no estroma (matriz fluida na parte frontal da íris). Olhos castanhos possuem uma grande quantidade de melanina no estroma. Olhos azuis possuem uma pequena quantidade. O espalhamento da luz no estroma é influenciado pelas moléculas ali presentes, assim como o espalhamento da luz no céu. Em um estroma quase sem pigmento, o espalhamento da luz nas pequenas moléculas faz com que enxerguemos o azul. Se o estroma está preenchido por moléculas grandes como a melanina, esse espalhamento da luz não ocorre, e enxergamos o castanho. Ótimo, então já sabemos que não existe pigmento azul, e que a cor é fruto do espalhamento da luz em um estroma com pouca melanina.

Mas o que isso tem a ver com genética? E com a fidelidade presumida da bela esposa de olhos azuis que teve um filho de olhos castanhos, despertando a ira do seu marido de olhos azuis e que, se não fosse a interferência oportuna do Café na Bancada, teria acabado na justiça? O que nos resta saber – e agora entramos na genética – é quem define a quantidade de melanina que teremos no estroma da íris? A herança da cor dos olhos envolve pelo menos 16 genes conhecidos. Os principais, no entanto, são dois genes localizados no cromossomo 15: o gene OCA2 e o gene HERC2. O gene OCA2 é responsável pela produção de melanina. O gene HERC2 é responsável por ativar o gene OCA2. Ou seja, para produzir melanina, ambos os genes precisam estar funcionando.

Como nós aqui do Café na Bancada gostamos muito de comer docinhos com o café, e eu gosto muito de cozinhar, eu costumo raciocinar melhor com comida. Vejamos o seguinte exemplo: para fazer um bolo, eu preciso dos ingredientes e do forno.                  

 ingredientes   →   forno   →  bolo

Se eu não tiver os ingredientes, não adianta ter o forno. E se eu não tiver o forno, não adianta ter os ingredientes. Eu nunca terei um bolo. E o café vai ficar sem acompanhamento. E todo o pessoal do laboratório vai me xingar. No caso dos genes, ficaria assim:                  

HERC2 → OCA2  → melanina (olhos castanhos)                            

  HERC2 → OCA2  → melanina (olhos azuis)                  

HERC2 → OCA2  →  melanina (olhos azuis)

 

Se houver uma alteração no gene HERC2 que o impeça de funcionar, não haverá produção de melanina suficiente para fazer olhos castanhos. O mesmo ocorrerá se o gene OCA2 não funcionar. Sabemos que herdamos um cromossomo da nossa mãe e um do nosso pai. O casal aqui descrito, que está quase entrando na justiça por causa dos olhos castanhos do bebê, têm olhos azuis. Mas vamos imaginar que a esposa tem olhos azuis porque não possui os ingredientes do bolo, ou um gene HERC2 funcional. E o marido não possui o forno, ou um gene OCA2 funcional. Mas a esposa possui um forno. E o marido possui os ingredientes.

Só que cada um desses sozinho não serve para nada. Mas imaginemos agora que o bebê, que recebe UM cromossomo de cada, recebeu um forno de sua mãe, e os ingredientes de seu pai. Esse bebê possui tudo o que é necessário para assar o bolo. E de preferência dividir com o pessoal aqui que está reclamando. Esse bebê terá condições de produzir melanina para exibir olhos castanhos. Isso realmente ocorre. É um fenômeno raro porque estes dois genes estão muito próximos um do outro no cromossomo, mas isso é assunto para um outro post, quando falaremos de recombinação gênica… Mas e os olhos verdes e âmbar? Lembram dos dois tipos de melanina? A eumelanina marrom e a pheomelanina amarelada? Combinações destes pigmentos em diferentes concentrações provocam um espalhamento de luz diferente, gerando variações nos comprimentos de onda que enxergamos. E uma última curiosidade: por que alguns bebês possuem olhos azuis ao nascer e depois de algum tempo os olhos tornam-se castanhos ou verdes?

Isso ocorre porque, ao nascer, a produção de melanina nem sempre atingiu seu auge. Ela pode aumentar durante o primeiro ano de vida e se espalhar no estroma da íris, alterando a cor dos olhos. A cor pode sofrer alterações até o terceiro ano de vida. Pronto. Se você, como eu, tem um filho de olhos claros, da próxima vez que vierem te perguntar como isso é possível, você já pode mandar o chato tomar…um café aqui na bancada conosco e discutir genética!    


Esta postagem faz parte da comemoração da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia 2015, cujo tema é “Luz, ciência e vida”.

Post Relacionados

Não há posts relacionados

Share

19 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. Patricia

    Muito legal e esclarecedor sem ser massante! Parabéns!

    1. Natália Pasternak Taschner

      obrigada Patricia! Era essa a intenção. Volte sempre ao café! abraço,
      Natalia

  2. Leandro

    Artigo muito bem escrito. Parabéns!

    1. Natália Pasternak Taschner

      obrigada Leandro. Espero que continue a nos acompanhar. abraço,
      Natalia

  3. Antonio

    Parabéns pelo artigo, você é muito didática!!
    Uma dúvida: pai e mãe castanhos com filho de olho azul quer dizer que o forno ou ingredientes se perderam no processo, na concepção? bjs

    1. Natália Pasternak Taschner

      oi, Antônio! Que bom que você gostou. Sim, os ingredientes ou o forno se perderam, mas foi antes da concepção. Foi na formação dos gametas. Neste caso, ambos os pais precisam carregar uma versão defeituosa do forno ou dos ingredientes, ou seja, dos genes OCA2 e HERC2. Eles também carregam um gene funcional, caso contrário não seriam capazes de produzir melanina e ter olhos castanhos. Mas o filho de olhos azuis recebeu as versões com defeito. Isso quer dizer que o óvulo e o espermatozóide que deram origem a esse bebê de olhos azuis carregavam a versão defeituosa dos genes. Vamos pensar que aquele bebê de olhos castanhos que nasceu no meu post, e que todo mundo achou que era filho do padeiro, casou-se com uma moça de olhos castanhos. Lembre que ele tinha recebido uma versão funcional do forno e dos ingredientes de cada um de seus pais. Por isso, tinha olhos castanhos. Mas ele carregava também uma versão defeituosa de cada gene. Se a moça com quem ele se casou também carregar uma versão defeituosa de pelo menos um dos genes, ou seja, um forno quebrado ou ingredientes incompletos, o filhos deste novo casal PODE receber desses pais apenas versões defeituosas de UM dos genes. E isso já seria suficiente para impedir a produção da melanina, porque os genes não funcionam sozinhos. Deu pra entender? Não consegui inserir uma tabela aqui porque sou uma anta em informática mas vou pedir ajuda pros outros autores aqui do café! abraço,
      Natalia

  4. clarisse faucon stephan

    Adorei, Natália, muito esclarecedor, seguindo uma logica com clareza .Parabéns.
    Qual a relação entre as vibrações das cores e da música?

    1. Natália Pasternak Taschner

      obrigada, Clarisse!
      As ondas de luz são ondas eletromagnéticas. As ondas de som são ondas sonoras, e são resultado da variação de pressão no ar. Além disso, as ondas de som que escutamos estão entre as frequências de 20 e 20000 Hz, enquanto a luz está no ordem de GHz (gigahertz). Espero ter esclarecido. grande abraço,
      Natalia

  5. Natália Pasternak Taschner

    Thank you so much for the imput! best regards.

  6. Nikolai Melnikoff

    Natalia, textos ótimos.
    Leves, gostosos e esclarecedores. É um prazer lê-los.
    Obrigado.
    Nikolai Melnikoff

    1. Natália Pasternak Taschner

      obrigada, Nikolai! Espero que continue a nos acompanhar. grande abraço.

  7. Fernanda Vieira

    Muito legal Natália, bem esclarecedor o seu texto! Eu por exemplo, tenho olhos verdes e meus pais tem olhos castanhos, mais nao tão escuro. Sempre desde criança eu escutava que eu deveria ser adotada, pq nao tinha os olhos de meus pais. Cheguei a chorar varias vezes e fazer a pergunta aos meus pais se isso era verdade. Até passar a entender que puxei os olhos de minha avó materna que tem os olhos azul céu. E minha vó que teve 5 filhos e nenhum deles nasceram com olhos claros. E eu, a primeira neta nasci com olho azul e hoje como meus amigos falam que tenho olhos de gato…Tem azul, verde e amarelo. Rsrs…Natália, hoje com 33 anos estou gestante do meu primeiro baby que ainda nao sei o sexo, rsrs…Claro que gostaria que puxasse meus olhos…Mas, para mim o mais importante é vir com saúde e perfeição. Com a graça de Deus virá! Obrigada pelo seu texto esclarecedor, foi bem útil. Fique com Deus! Bjs…

    1. Natália Pasternak Taschner

      olá, Fernanda, que bom que você gostou do texto. Se você está grávida, vai gostar também dos posts sobre epigenética, “A culpa é da sua mãe”, e “Seu corpo não te pertence”. Em relação aos olhos do seu bebê, os seus são verdes porque seus pais carregavam alelos deficientes na produção de melanina, mas também alelos normais, o que lhes conferia a cor castanha. Você certamente carrega um alelo deficiente. Se seu marido carregar também, pode ser que o bebê tenha olhos azuis. Desejo felicidades. grande abraço,
      Natalia

  8. Adriane

    Gostei do texto explicou bem e de forma simples , mas acho que não é tão raro assim pais com olhos claros e o bebe com olhos castanhos um exemplo disso é meu filho: eu sou loira com olhos azuis , meu marido tb é branco com olhos verdes e meu filho que ja tem ano e meses tem olhos castanhos.

  9. João

    Aqui tenho olhos azuis,(pai verdes e mãe azuis); a mulher azuis (mae dela azuis e pai azuis), e a filha nasceu com olhos castanhos. Estou aqui pagando pensão, e ai me veio essa ideia da cor dos olhos, aqui nesse site foi o único lugar que encontrei falando que isso eh possível. Mas estou pensando em fazer um DNA. Pelo que vi a probabilidade de ser minha filha eh de 0,001% e de não ser 99,99% correto?

    1. Natália Pasternak Taschner

      Prezado João

      É definitivamente possível e não tão improvável que uma criança de olhos castanhos tenha ambos os pais de olhos azuis. Perpetuou-se o mito de que a herança de cor de olhos é uma herança simples mendeliana, como a maior parte de nós aprendeu na escola. Considero ao mesmo tempo triste e motivo de orgulho você só ter encontrado aqui no Café na Bancada essa informação. Hoje sabemos que a genética de cor de olhos é poligênica, ou seja, codificada por vários genes. Mais de 10 já foram identificados, em cromossomos diferentes. Calcular a probabilidade de um filho ter essa ou aquela cor de olho é praticamente impossível sem ter acesso ao genoma dos pais, ou pelo menos, a uma genealogia completa de varias gerações da família. Mas só pra vc ter uma ideia da possibilidade, sabemos que os principais genes envolvidos são OCA2 e HERC2. OCA2 produz o pigmento, enquanto HERC2 liga e desliga OCA2. Dessa maneira, ambos são necessários para olhos castanhos, e quando apenas UM deles não funciona, isso já é suficiente para que o pigmento não seja produzido e os olhos sejam claros.
      Podemos supor que você tem um defeito no gene OCA2 (camos chamar de “o”), e a mãe da sua filha, no gene HERC2 (camos chamar de “h”). Isso faz com que vcs dois tenham olhos azuis. Mas ambos podem carregar um alelo selvagem – funcional – do outro gene. Assim teríamos:

      Homem – ooHh (como tem dois “o”, o gene OCA2 não funciona, portanto olhos azuis)
      Mulher – Oohh (como tem dois “h”, o gene HERC2 não funciona, portanto, olhos azuis)
      Vamos ver como seria um filho deste casal

      oH oh oH oh
      Oh OoHh castanho Oohh azul OoHh castanho Oohh azul
      oh ooHh azul Oohh azul ooHh azul Oohh azul
      Oh OoHh castanho Oohh azul OoHh castanho Oohh azul
      oh Oohh azul Oohh azul ooHh azul Oohh azul

      Assim, vc teria 4/16, ou 25% de chance de ter um filho de olhos castanhos, isso considerando que fossem só esses dois genes envolvidos. Mas sabemos que existem mais. Note também que se os pais fossem OOhh x ooHH, ambos de olhos azuis, porque um dos genes é defeituoso, TODOS os seus filhos teriam olhos castanhos. Esse modelo é só para provar que um casal de olhos azuis PODE DEFINITIVAMENTE ter filhos de olhos castanhos. Mas para calcular as probabilidades, temos que levar em conta também a distância entre os genes. Como os genes OCA2 e HERC2 estão bem próximos um do outro no cromossomo, isso dificulta a separação dos alelos, e faz com que esse fenômeno seja mais raro do que realmente 25%. Mas não tão raro a ponto de ser 0,001%. Aliás, seria muito difícil calcular essa probabilidade. E por isso a cor dos olhos não deve ser um indicativo de paternidade.
      Não se pode fazer previsões desse tipo baseado somente na cor dos olhos. Isso é um mito. A criança pode ser sua ou não, independentemente da cor dos olhos. Nada garantiria que fosse sua mesmo que tivesse olhos azuis. Nada garante que não é sua por ter olhos castanhos. O único teste que pode ter dar essa certeza é o teste de DNA.
      Espero ter ajudado com a questão científica, e qualquer dúvida, o Café na Bancada está às ordens.

  10. Thais Zak Ferraz Henriques

    Bom, meus olhos são azuis e os do meu esposo são verdes…
    Até ai, tudo bem com a genética que a gente aprende na escola, pois meus dois filhos puxaram a cor dos meus olhos, mas seu comentário me deixou com uma duvida:
    Eu sei q a maioria dos bebês nasce de olhos claros e alguns escurecem com o tempo, mas com meus filhos foi o contrário:
    Eles nasceram com os olhos escuros, quase pretos e aos poucos foi clareando, até chegar no tom dos meus olhos, que são azuis cinzentos!
    Como vc explica isso?

    1. Natália Pasternak Taschner

      oi, Thais, em geral isso não ocorre mesmo. O olho azul ao nascer é resultado de melanina concentrada que depois se espalha, e os olhos ficam castanhos. O inverso eu nunca vi, mas o que costuma ocorrer é ter um olho azul-escuro, de uma cor meio indefinida que parece castanho. Outra coisa é confundir a pupila mais dilatada com pigmentação. abraço.

  11. layla

    Boa tarde…tenho olhos claros e meu marido também…minha filha nasceu com olhos castanhos, sei que na genética tudo pode ainda mais quando a familia tem muitas misturas…sei que tudo isso se deve a questão da melanina, vi em outros sites que se herdarem mais genes responsaveis pela melanina que isso pode ocorrer. Ontem passou um capitulo na novela das 21 hrs na rede Globo em que questionavasse a paternidade pelo fato do filho não ter herdado os olhos claros dos pais. Aí me perguntei a TV é um veículo que entra em nossa casa e que todos tem acesso, será q realmente nos mostra ou traz algo de bom, pois isso levará a questionamentos por parte da sociedade, ainda mais em cidades pequenas. Será que o pai é ele…ou a filha não é dele por conta dos olhos. Gostaria muito de quebrar esses paradigmas…Sei que existe várias explicações e não somente essa acima que vcs citaram…mas a maioria das pessoas ainda acreditam na lei simples de Mendel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Share